Domingo, 18 de Março de 2012

Sarah Afonso Lisboa, 1899 — 1983 Pintura Portuguesa

 

Sarah Afonso Auto Retrato http://fotos.sapo.pt/seoportugal/fotos/
Título da Obra: Auto-retrato 
Autor: Sarah Afonso (1899 - 1983)
Data da obra: 1927
Dimensões: 64 x 53,7 cm
Técnica: óleo sobre tela 
Local: Colecção particular (Lisboa)


 

Sarah Afonso (Lisboa, 1899 — 1983) foi uma pintora e ilustradora portuguesa.

Nascida no seio de uma família burguesa,  Sarah Afonso, filha de um oficial do Exército, passou a juventude no Minho, que a terá inspirado para uma temática popular de grande beleza e ingenuidade. Em 1924, solteira, parte sozinha para Paris, depois de concluir os estudos na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, onde foi aluna de Columbano Bordalo Pinheiro. Será em Paris que expõe, com sucesso, no Salon d'Automne. Entre1928 e 1929, trabalhou no ateliê de uma modista fazendo croquis de moda, gosto que lhe ficou, tendo colaborado mais tarde com desenhos de moda para revistas portuguesas. Contra todas as convenções, torna-se a primeira mulher a frequentar o café A Brasileira, do Chiado, então exclusivamente reservado ao sexo masculino. Contemporânea de Bernardo Marques, Carlos Botelho, entre outros, expôs no primeiro Salão de Artistas Independentes em 1930. Andou um colégio de freiras francesas, que teve de fechar por causa da Revolução Francesa de 1910.

Casou-se aos 35 anos com José de Almada Negreiros, tendo conciliado a vida de mãe de família e de pintora. Fez uma exposição individual em 1939 e participou na Exposição do Mundo Português, em 1940. Em1944 recebeu o Prémio Amadeo de Souza-Cardoso. Em 1953 integrou a delegação portuguesa na Bienal de São Paulo. Sarah Afonso Dedicou especial atenção às festas populares e às tradições portuguesas em cores doces e luminosas. Por ocasião do centenário do seu nascimento, em 1999, realizaram-se exposições comemorativas em Viana do Castelo e Porto.

 

Sarah Afonso (1899-1983)

 

Sarah Afonso Nasceu em Lisboa, mas mudou-se aos 5 anos com a família para Viana do Castelo. A vivência nesta cidade minhota influenciou a sua obra, onde se destacam a paisagem e episódios do quotidiano popular. Formou-se em Pintura na EBAL, onde foi aluna de Columbano Bordalo Pinheiro. Nos anos 20 estudou em Paris, tendo participado no Salon d’Automne (1928). De regresso a Lisboa, integrou-se no ambiente artístico e intelectual d’A Brasileira. Sarah Afonso Casou com Almada Negreiros em 1934, celebrando a vida familiar em algumas pinturas. No entanto, após o casamento quase abdicou da vida artística, reduzida à prática da ilustração e do bordado. A sua pintura de juventude foi elogiada por José Régio, nomeadamente a exposta no I Salão dos Independentes, em 1930. Os seus valores mais originais são uma curiosa mistura entre o ingenuísmo das artes populares e a sua apropriação feminista, intencionalmente antiacadémica e antierudita.

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/

Sarah Afonso Sarah Afonso Sarah Afonso Pintura Portuguesa Pintura Portuguesa Pintura Portuguesa

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/2004/04/

 

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/79636.html A SEREIA

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/79397.html AS MENINAS

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/79349.html Auto Retrato

publicado por Mário Feijoca às 16:54
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Simão César Dordio Gomes | Pintura Portuguesa

Simão César Dordio Gomes

 

Natural de Arraiolos, Simão César Dordio Gomes matriculou-se com apenas 12 anos na Academia de Belas Artes de Lisboa, que frequentou até 1910. Aluno de Luciano Freire e Veloso Salgado, as suas primeiras obras revelam todavia o fascínio que sobre ele exercia Columbano, com os seus tons sombrios. 

 

Simão César Dordio Gomes Auto Retrato

 

 

Título da Obra: Auto-retrato no atelier 
Data da obra: 1957 
Dimensões: 92 x 72 cm
Técnica: óleo sobre tela 
Assinatura: sim
Comentário: 

Nome: Arte Moderna e Contemporânea


Em 1910 parte para Paris, com uma bolsa do legado Valmor. Aí frequentou a Academia Julian e as aulas de Jean-Paul Laurens. Esta estadia, interrompida logo em 1911, pouco alterou a sua obra. Não obstante os contactos em Paris e a companhia de figuras marcantes do modernismo português como Santa-Rita ou Eduardo Viana, nos dez anos seguintes, vividos em Arraiolos, seguiu a senda regionalista tradicional que aprendera na escola. 
Uma segunda permanência em Paris, de 21 a 26 seria, essa sim, decisiva na obra de Dordio Gomes. Apesar de frequentar a Escola Nacional de Belas Artes de Paris e o atelier de Ferdinand Cormon, o contacto com as novas correntes internacionais, bem como a frequência da tertúlia de artistas portugueses, em Paris na altura, transmitiram um cunho moderno à sua obra. 
Esquecidos Columbano e o naturalismo tradicional, deixou-se influenciar por Cézanne, na cor e forma, fazendo até uma breve e incipiente incursão pelo cubismo, que nunca assimilou totalmente; datam desta época Casas de Malakoff e Auto-retrato da natureza morta. 
Durante este período viajou também pela Bélgica, Suiça, Holanda e permaneceu 8 meses em Itália onde o contacto com a obra dos grandes mestres italianos lhe despertou o interesse pela pintura a fresco. 
De regresso a Portugal, retoma a temática regionalista, agora renovada sob a influência de Cézanne, particularmente sensível no arrojo da forma e na exuberância da cor. 
Datam deste período inúmeras obras com motivos da paisagem alentejana, região onde ficou seis anos, até à sua admissão em 1934 como professor de pintura na Escola Superior de Belas Artes do Porto. Nesta Escola, o entusiasmo e abertura com que sempre exerceu a docência, foi determinante para a renovação do ensino, permitindo a formação de uma geração de artistas modernos que se distinguiriam nas gerações seguintes. 
Com a vinda para o Norte do País a paleta viva e quente, própria para as terras alentejanas, com a sua luminosidade agressiva e contrastante, foi substituída por outra mais suave e que transmite a luz difusa da atmosfera do Porto. Aqui tomou então o Douro, com a sua paisagem e os seus trabalhos característicos, como tema preferencial. Neste período dedica-se finalmente à pintura a fresco, velho sonho desde a viagem a Itália, executando decorações em vários interiores do Porto. 
Ao longo da vida Dordio Gomes foi galardoado com vários prémios e participou em inúmeras exposições, das anuais da Sociedade Nacional de Belas Artes às dos modernistas, cuja primeira geração integrou. Em 23 expôs integrado nos 5 Independentes, no dizer de José Augusto França, a primeira manifestação modernista dos anos 20. Data desse mesmo ano a sua primeira exposição individual, na SNBA. 
Nos anos 50 expõe nas bienais de Veneza e de São Paulo. 

 

Outras 0bras de Simão César Dordio Gomes disponíveis em:

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/81526.html Paisagem do Douro

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/81158.html Alentejo

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/80924.html Dois Banhistas à Beira do Douro

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/80746.html Auto-Retrato da Natureza Morta

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/80556.html Casa de Malakoff

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/80329.html Pont du Carroussel

 

http://pinturaportuguesa.blogs.sapo.pt/80125.html Minha Família

 

 

http://www.pontadelgada.info/simao-cesar-dordio-gomes-auto-retrato/

 

 

Ponta Delgada

 

 


publicado por Mário Feijoca às 04:58
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2004

DEDICATÓRIA

garajuba.jpgDEDICO ESTA EXPOSIÇÃO AOS MEUS AMIGOS BAIANOS - CARLOS NEY, MARIA HELENA E CAROLINA - QUE SÃO GENTE BOA E, VÁ-SE LÁ SABER PORQUÊ, ME FAZEM LEMBRA VINICIUS. SARAVÁ NEY!SARAVÁ HELENA!SARAVÁ CAROL!
publicado por Mário Feijoca às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Abril de 2004

Paisagem do Douro

dorio_gomes5g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1936
Tipo: óleo sobre madeira
Dimensões: 51 x 61 cm
Local: Centro de Arte Moderna (Lisboa)
publicado por Mário Feijoca às 00:21
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

Alentejo

dorio_gomes7g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1941
Tipo: óleo sobre tela
Dimensões: 81 x 60 cm
Local: Centro de Arte Moderna (Lisboa)
publicado por Mário Feijoca às 00:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Dois Banhistas à Beira do Douro

dorio_gomes4g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1928
Tipo: óleo sobre tela
Dimensões: 103 x 123 cm
Local: Colecção particular (Lisboa)
publicado por Mário Feijoca às 00:18
link do post | comentar | favorito
|

Auto-Retrato da Natureza Morta

dorio_gomes3g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1924
Tipo: óleo sobre tela
Dimensões: 150 x 90 cm
Local: Colecção particular (Porto)
publicado por Mário Feijoca às 00:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Casa de Malakoff

dorio_gomes2g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1923
Tipo: óleo sobre tela
Dimensões: 54 x 65 cm
Local: Ministério da Cultura (Lisboa)
publicado por Mário Feijoca às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Pont du Carroussel

dorio_gomes1g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1922
Tipo: óleo sobre tela
Dimensões: 74 x 93 cm
Local: Centro de Arte Moderna (Lisboa)
publicado por Mário Feijoca às 00:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Minha Família

dorio_gomes6g.jpg
Autor: Simão César Dórdio Gomes (1890 - 1976)
Século: XX
Ano: 1937
Tipo: óleo sobre tela
Dimensões: 81 x 60 cm
Local: Centro de Arte Moderna (Lisboa)
publicado por Mário Feijoca às 00:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Sarah Afonso Lisboa, 1899...

. Simão César Dordio Gomes ...

. DEDICATÓRIA

. Paisagem do Douro

.

Alentejo

.

Dois Banhistas à ...

.

Auto-Retrato da N...

. Casa de Malakoff

. Pont du Carroussel

.

Minha Família

.arquivos

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds